sábado, 30 de julho de 2016

Há dias assim....

Há dias assim...em que se perde um saco e julgas-se perdido for good, porque ninguém sabe dele. Mas a intuição insiste que o saco ainda não está perdido para todo o sempre. A intuição fala ao meu ouvido, persiste e lá vou eu perguntar novamente ao café onde eu tinha certeza que o teria deixado. Et voilá, o saco estava guardado no balcão.... Parece um exemplo simples, trivial, vulgar mas isto reflecte a nossa Vida. Se eu não tivesse ouvido a minha intuição que me acompanhou de perto, eu não teria recuperado o meu saco. Quantas coisas já perdemos apenas porque não ouvimos a intuição? Quantas pessoas já deixamos fugir, porque preferimos o medo à intuição? Quantos nascer-do-sol já não vimos apenas porque é mais sensato ir dormir? Em vez de escutar a intuição que nos diz q há espectáculos que são irrepetíveis? A intuição é a nossa voz, aquela que quando ficamos mudos, continua a falar connosco. Gratidão, a quem me mostrou que a intuição não falha...Um dia de cada vez
 Carolina

terça-feira, 12 de julho de 2016

Há que ser....

Há que ser a Estrela da nossa própria Vida, no centro do nosso Universo. Há que subir além dos nossos Medos e ver a Vida do ponto mais alto do nosso coração. Há que ser livre, dos nossos próprios julgamentos e dos outros. Não somos juiz nem júri da Vida de ninguém. Há que deixar ser livre quem gostamos para poderem viver cada minutinho dos seus sonhos e sorrir quando conseguimos fazer essas pessoas especiais sorrir. Há que encontrar outros Mundos fora do Mundo que nos rodeia, para não nos abafarmos em expectativas. Há que crescer. Querer crescer. Para sermos adultos por vontade e não por obrigação. Para sermos os capitães da nossa selecção pessoal. Onde metemos golos na baliza do nosso sorriso e onde ganhamos o campeonato da Vida etapa a etapa. Há que ser atleta individual da nossa maratona mas saber caminhar em equipa. Há que escolher as metas a atingir. Não conseguimos participar em todas as modalidades mas há que escolher bem aquelas onde a nossa dedicação vem do coração. Há que dizer Não. Há que dizer Chega por hoje. Há que dizer: o meu tempo agora é só meu. Há que nos darmos aos outros, mesmo que sejam desconhecidos. Há que aceitar novos desafios, porque Amor não nos falta. Há que Aceitar e ir mais fundo no que ainda temos de aprender. Há que confiar. Há que Amar (muito!). Há que ir em frente, todos os dias, mesmo quando todos parecem caminhar mais depressa que nós. Porque chego lá. Às vinte mil léguas submarinas da minha alma :) Carolina