sábado, 5 de agosto de 2017

Há dias assim...

Havaianas nos pés, tshirt favorita de há anos e óculos...um dia em casa. Contraste com outros dias. Em que as horas exigem outro vestuário, postura e preocupações. Como em tudo na Vida, é bom encontrar este equilíbrio. Entre os dias de sombra nos olhos e os dias de pés nús. Tudo tem o seu encanto e a sua beleza. Se o sorriso for verdadeiro! Carolina

domingo, 30 de julho de 2017

Era um vez....um espectáculo Sabor Latino

Era uma vez...um espectáculo do Sabor Latino que numa noite amena de Julho encheu de sorrisos todos aqueles que estiveram presentes Com príncipes e princesas, sevilhanas, cubanitos, viagens a África e um sabor a tango...entre muitas outras melodias de sempre.
Foi uma viagem maravilhosa em redor da Dança. E a prova de que precisamos todos de estar concentrados e da preciosa interajuda entre amigos e colegas. Desde a incansável colaboração de quem me ajudou a eu ter a roupa da costureira pronta em tempo recorde, às minhas meninas dos ritmos que foram auxiliares preciosas para eu ficar pronta, à minha menina que me penteou e deixou linda e ainda me socorreu e me ajudou a trocar roupa à velocidade da luz, às duas meninas com quem convivi mais pela 1a vez e dei muitos abracinhos (há mais à espera), aos meus pares maravilhosos e com quem amei dançar <3 span=""> e a toda uma equipa de professores fantásticos que nos motivam a sermos cada dia melhores e a evoluir. E ter visto sorrir pessoas tão especiais para mim foi maravilhoso tb.
Graça Pinto ter entrado na tua escola há 5 anos foi dos passos em frente que mais me ajudaram a crescer. Gratidão a todos que contribuíram para que eu ontem pudesse sorrir de felicidade em cima daquele palco Carolina

terça-feira, 25 de julho de 2017

Blossom

Há dias em que algo novo nasce cá dentro. Sem alvo concreto. Sem objectivo ao longe. Sem razão aparente. Apenas um borbulhar bom de sementes a germinar ao ritmo da Natureza. Devagarinho. Não sei que flor irá desabrochar ou se irá crescer uma árvore grande como o infinito mas irei regar a cada dia com o sorriso da minha vontade. Carolina

Horários

Quando cumprimos horários connosco mesmo...não por termos uma reunião ou uma aula ou um avião para apanhar mas sim aqueles horários que sentimos internamente...é maravilhoso. Como podemos querer que a vida se adiante para nós se somos os primeiros a atrasar o nosso relógio pessoal? Bomm dia...sem escravidão do tempo mas com respeito pelo que sentimos. ☆ Carolina

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Doutoramento Diana Santos

Hoje dia 19 de Julho a nossa menina Diana Santos defendeu o seu doutoramento. Com distinção. E este nosso sorriso de cumplicidade resulta de uma interacção única que só me pode fazer sorrir. Atravessamos oceanos, cruzamos a Europa (e ruas escuras ), fomos felizes em Paris, ganhaste prémios, choramos, tiveste medo, empenhaste-te ao máximo, arriscaste, ultrapassaste-te a ti própria e é com todo o orgulho que te dei um abraço que marca o fim de uma linda etapa e o início de novos caminhos. Tiveste nesta viagem uma equipa fantástica que trabalha connosco e que adoro tal como tu, mais uns companheiros maravilhosos de jornada e especialmente a nossa mentora que nos ensina a cada dia, Alda Sousa a amarmos o que fazemos com o seu exemplo e motivação e que te disse para agora levantares vôo. Voa muitoo e acredita. O infinito está dentro de ti. Carolina

domingo, 16 de julho de 2017

Simple things

Oh simple things:
- estar com amigos que conheci aos 13 anos e poder acompanhá-los ainda 25 depois :)
-lavar os dentinhos e as mãozinhas a uma alminha linda de 2 anos :)
-jogar à bola e sentar no chão como se tivesse 2 anos também :)
Carolina ☆

domingo, 9 de julho de 2017

Reflexões/Acções soltas de Domingo


- Porque tendemos a querer caminhar, caminhar, caminhar por esse mundo fora quando não tentamos sequer um breve passeio dentro de nós?
-Porque deixamos tudo o resto para amanhã, fazendo apenas hoje o que já não pode ser deixado para amanhã? E ocupamos o tempo mas não vivemos o tempo com mais responsabilidade pelo tempo que passa?
- Porque há medos que continuam cá e se revelam em impulsos que não nos levam a lado nenhum mas nos fazem continuar a andar sem sair do mesmo sítio?
-Porque invertemos prioridades (um alerta de uma alma amiga) numa pirâmide sem nexo, mumificando pessoas, sentimentos e verdades?
Vale a pensar Agir sobre isto. Porque de reflectir já está o Mundo cheio! Carolina