quarta-feira, 21 de junho de 2017

Ser Sereno

Não podemos fazer depender a nossa alegria momentânea da flutuação aleatória do humor daqueles com quem convivemos porque senão a Vida passa a ser uma montanha russa ou carrinho de choques. Há que navegar nas nossas águas da Vida com a serenidade possível. Cada um de nós tem os seus ritmos, as suas questões pessoais, os seus dilemas. O importante é saber Ser Sereno porque ajudaremos a todos. A nós e aos outros. Parece fácil mas é muito difícil....mas cá estamos para navegar mais além em união.

terça-feira, 20 de junho de 2017

País em chamas

Vamos fazer renascer das cinzas o Amor perdido e renovar a esperança entre Abraços fraternos. Que novas raízes nos unam e que a nossa força seja maior que qualquer trepadeira. E que o Respeito seja uma Verdade Viva. Pela Mãe Terra, pelos seres vivos, por nós todos e por nós mesmos... Carolina

domingo, 18 de junho de 2017

Dias de ser Grande

Há dias (todos) em que ser pequenino é ser tão grande! Carolina

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Eternidades

Há músicas que são eternas, que provocam sorrisos ao primeiro acorde. Há amores que acompanham travessias de Vida, que fazem nascer sorrisos à primeira lembrança. Há locais onde sabe sempre bem voltar, onde o sorriso nasce mal se pousa o pé em terra. Há amigos cujo reencontro traz esse sorriso no primeiro momento de um abraço.É esta reacção do meu sorriso que define aquilo que me apaixona verdadeiramente. Não há que me enganar com o mais ou menos, quando a plenitude desperta em mim a Vida, mais rápido que a velocidade das estrelas. Carolina

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Reacções

Quando temos reacções que não percebemos de onde vêm, não adianta ignorar ou fingir que não se vê os sinais à nossa volta. Há que ir dentro, bem fundo para decifrar o código que nos traduz a essência dos nossos actos. Pode doer...a descida ao interior é agreste. Mas poder ler palavra a palavra do meu código pessoal é uma bênção libertadora. Carolina

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Demónios

Quando se consegue perceber quais são os demónios que dançam na nossa mente, os demónios que os outros nos tentam alugar, deixam de ser benvindos à festa da nossa Vida. Só se consegue ser Livre depois de sairmos das várias prisões em que estamos enclausurados. Mas o sabor da Liberdade é inconfundível nesse momento e o Respeito por nós mesmos uma conquista diária. Minuto a minuto. Carolina

segunda-feira, 5 de junho de 2017

regressos

Há regressos que sabem a novos dias, novas fronteiras, novos sorrisos, novos desafios, muito trabalho e uma confiança renovada... e que o tempo e o espaço são ilusões, quando se confia. Carolina