segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Reflexões

Sim, eram 6h da manhã quando acordei. Sim, estava dormir lindamente. Mas graças a isso pude assistir a um espectáculo como este da minha janela está frio mas os pássaros cantam alegremente lá fora. Será que sou pássaro daí acordar assim pronta a voar e cantarolar? Gratidão também por ser assim como sou. Pequenita. Porque tive de aprender a esticar-me e a inventar maneiras engenhosas de chegar às coisas. Hoje foi mais um desses dias. Podia optar por ficar chateada pelas coisas não estarem ao meu alcance. Prefiro ter aprendido a sobreviver com um sorriso. Quem tem tudo por garantido ou simplesmente desiste não saboreia a maravilha de uma conquista diária. O meu mano sempre me disse que sou mais feliz por ser assim. oh yeah...indeed Gratidão Universo

domingo, 23 de outubro de 2016

Reflexão em fim de Domingo chuvoso - Música

Reflexão em fim de Domingo chuvoso:
*** Gratidão à minha Música que me fez tanta companhia este fim de semana****
- Os que me acompanham desde os meus 13 anos, os meus meninos, o meu Jon. Essa música que já me viu chorar, rir, saltar eufórica, saltar na cadeira, desafinar feliz. Que já me viu apaixonada, broken-hearted, viajar, trabalhar, sonhadora. Que voltei a ouvir com a mesma paixão de sempre. Que em cada letra tem uma mensagem que me diz tanto & tudo
- Aquela voz chamada Michael..Bublé que me canta ao ouvido, me delicia, me põe um sorriso, me faz trocar cromos com o outro lado do oceano, que me encanta, que eu amo
- Todas as bachatas, kizombas e músicas de zumba que me fazem dançar pela casa, feliz, meditando como se estivesse a dançar com o Universo
- Todas as músicas de sempre e para sempre que me fazem regressar a MIM, ao meu EU, ao meu estado de felicidade tão natural e simples.
Porque é nessa simplicidade de uma música deliciosa que sou feliz Eu & e um Universo encantado Carolina

sábado, 22 de outubro de 2016

~Reflexões num sábado de manhã - nota mental: pôr em prática


- dantes guardava as canetas para as poupar e não gastar as minhas favoritas. Descobri que a tinta secava e que nem as chegava a usufruir. Descobri que mais coisas que se guarda têm o mesmo fim, acabam por se estragar e não são vividas. Basta de fazermos o mesmo ao coração, à coragem, à audácia, ao amor.
- quantas vezes nem nos apercebemos que damos na internet mais atenção a conversas sem conteúdo e não conseguimos ouvir os que vivem connosco?
- tenho um montão de coisas para fazer, pôr em ordem, responder, trabalhar. Não consigo ter mais que duas mãos e dois olhos e um sorriso. Por isso vou privilegiar o sorriso, cuidar das mãos e dos olhos e fazer o que posso ao meu ritmo, com as prioridades certas e sabendo que no fim tudo dá certo. Por isso...confiemos.
- e se mesmo com estas nuvens enormes no céu, o Sol consegue espreitar... a felicidade também consegue
Carolina

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Gene do desenrasque

Há dias assim....em que o gene do desenrasque e do sangue-frio têm de vir à tona. Em que temos de manter calma uma turma quando todos os computadores bloqueiam e o tempo avança. De facto nesta caminhada tenho percebido que ser proactiva, falar com quer que seja, ir à procura, pedir ajuda e não ficar à espera são mais-valias que são cruciais para a Vida no geral. Ficar calada, entrar em pânico ou ter medo não permite avançar. Às vezes penso que a Vida me deu a oportunidade de experimentar o ser desenrascada desde criança...para chegar até aqui...e sou muito grata por isso! Tanta coisa tenho aprendido assim. Gratidão gene do desenrasque! Carolina

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Caminhadas

É tão bom quando se sente que os outros estão orgulhosos da nossa caminhada. Acima de tudo temos de estar nós contentes e felizes por caminharmos de olhos focados e pés assentes e sorriso no céu. Mas é bom ver que há anjos de carne e osso que sentem com orgulho o poder de cada passo que damos. Que nos incentivam. Que sabem ouvir-nos quando somos francos e humildes a reconhecer os passos errados e quando assimilamos os certos. Porque temos o poder todo nos nossos pés e nas nossas asas. De voar, de correr, de tropeçar, de escolher o caminho errado, de querermos ser maiores que a nossa própria sombra, de sabermos a velocidade a que devemos ir, de sermos loucos, de sermos nós. Cada passo deixa uma pegada. Que as minhas pegadas deixem marcas de corações felizes e abraços dados. Carolina

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Há dias assim...

Há dias assim...em que se acalma velhos demónios, em que me sinto grata por ter escolhido um dia percorrer o meu caminho, em que sinto que posso fazer a diferença numa equação complexa, em que desistir é uma palavra cada vez mais vã e que o Universo nos mostra os resultados das nossas provas quando acha que estamos prontos para as receber. Há dias assim...em que lutar por mim, pelos meus sonhos e por todos aqueles que adoro é a missão! I'm there in the field Carolina

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Pensamentos em fim de noite

Pensamentos em fim de noite: Hoje um aluno perguntou-me algo curioso: como é que uma cientista podia acreditar na reencarnação ou em vidas passadas? Ao que eu disse que ciência e espiritualidade tinham mais em comum do que se podia pensar. Ao que ele diz: de facto a própria ciência é um acto de fé
E de facto. Há que acreditar na intuição, na motivação e naquilo que está escondido dos nossos olhos
Carolina

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Pensamentos em fim de tarde



Pensamentos de fim de tarde: Acho que se fizessemos um estudo estatístico o número de buzinadelas, gestos impacientes e más caras é directamente proporcional a ficar escuro mais cedo e acompanhado de chuva... daí dizermos que não gostamos de chuva. A chuva num sítio paradisíaco em boa companhia até seria bênção Carolina

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Há dias assim....

Há muito que já não escrevo assim algo do que vai cá dentro....têm sido dias intensos, cheios, com alguma correria, dúvidas, inquietudes e prazos apertados. Alguns tsunamis, momentos de pousio, introspecção mas acima de tudo foram uns dias feitos de pessoas. De uma equipa maravilhosa que se une nos 4 cantos do mundo para terminar projectos importantes. Mesmo que não haja nada para ganhar directamente com isso. Mas simplesmente porque somos uma equipa. Em União. O verdadeiro lema do Um por todos, todos por Um. Esse lema ganhou um significado muito especial a semana passada com um desafio plenamente alcançado e a sensação fantástica que estamos todos muito crescidos, com uma maturidade que é maravilhosa de se ver.
Depois há aqueles que nos desafiam noutras caminhadas, que nos tiram do sério, que nos deixam a pensar se estamos no caminho certo, que nos revelam verdades, e que nos obrigam a ver a NOSSA verdade. Os que amo de coração e alma, sem contratos. E os que vêm de longe para amparar as minhas quedas, anjos e arcanjos que sabem sempre mesmo sem dizer nada quando preciso deles. E os que apareceram mais recentemente ou voltaram. E me fazem sorrir de dentro para fora pelas pessoas especiais que são. E os que partem para outros desafios mas que guardo com carinho no meu livrinho da Vida
Há também os que adoro melgar,com quem adoro ser saltitona, simples, leve e feliz. Com quem é bom viver em partilha :)
E porque é Muito importante...há também Eu. Um Eu em crescimento, que tem muito para aprender, para cuidar, para trabalhar, para descobrir. E que mesmo posta à prova, sei bem o que quero. O Mundo. Porque sou parte indissociável deste Mundo infinito que AMO. Gratidão. Infinita. Carolina

União

Há muito que já não escrevo assim algo do que vai cá dentro....têm sido dias intensos, cheios, com alguma correria, dúvidas, inquietudes e prazos apertados. Alguns tsunamis, momentos de pousio, introspecção mas acima de tudo foram uns dias feitos de pessoas. De uma equipa maravilhosa que se une nos 4 cantos do mundo para terminar projectos importantes. Mesmo que não haja nada para ganhar directamente com isso. Mas simplesmente porque somos uma equipa. Em União. O verdadeiro lema do Um por todos, todos por Um. Esse lema ganhou um significado muito especial a semana passada com um desafio plenamente alcançado e a sensação fantástica que estamos todos muito crescidos, com uma maturidade que é maravilhosa de se ver.
Depois há aqueles que nos desafiam noutras caminhadas, que nos tiram do sério, que nos deixam a pensar se estamos no caminho certo, que nos revelam verdades, e que nos obrigam a ver a NOSSA verdade. Os que amo de coração e alma, sem contratos. E os que vêm de longe para amparar as minhas quedas, anjos e arcanjos que sabem sempre mesmo sem dizer nada quando preciso deles. E os que apareceram mais recentemente ou voltaram. E me fazem sorrir de dentro para fora pelas pessoas especiais que são. E os que partem para outros desafios mas que guardo com carinho no meu livrinho da Vida
Há também os que adoro melgar,com quem adoro ser saltitona, simples, leve e feliz. Com quem é bom viver em partilha
E porque é Muito importante...há também Eu. Um Eu em crescimento, que tem muito para aprender, para cuidar, para trabalhar, para descobrir. E que mesmo posta à prova, sei bem o que quero. O Mundo. Porque sou parte indissociável deste Mundo infinito que AMO. Gratidão. Infinita. Carolina